Quinta-Feira, 27 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Incêndio ao lado do Terminal Santo Antônio para o Centro

Publicada em 30/07/2011 às 19:31
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O Corpo de Bombeiros foi acionado para conter as chamas (Foto: Fernando Rezende)
Chamas e principalmente grande quantidade de fumaça podiam ser vistas de longe da região central, provenientes da queima de inúmeros pneus que estavam dentro das antigas instalações da fábrica Cianê, ao lado do terminal Santo Antônio, ontem de manhã. Segundo policiais militares que primeiro atenderam à ocorrência – soldados Élder e Lara, em patrulha de estágio operacional do 7º BPMI – testemunhas afirmaram que viram um mendigo saindo do local, antes do início do fogo, às 11h15. O Corpo de Bombeiros foi acionado e ligaram as mangueiras às 11h34.

A fábrica está desativada há vários anos e dentro dela se acumulam muitos materiais como pedaços de madeira, pneus e outros. Pessoas desocupadas também usam o local para pernoitar. A princípio, bombeiros e polícia informaram que não tinha havido feridos.

A queima do pneu emite fumaça tóxica e pode representar riscos de mortalidade prematura, deterioração das funções pulmonares, problemas do coração, depressão do sistema nervoso central. A céu aberto, ela é 13 mil vezes mais mutagênica que a queima de carvão em instalações bem desenhadas e operadas apropriadamente.

A queima de pneus ainda libera óleo pirolítico, que contém produtos químicos tóxicos e metais pesados capazes de produzir efeitos adversos à saúde, como perda de memória, deficiência no aprendizado, supressão do sistema imunológico, danos nos rins e fígado. Esse óleo pode viajar longas distâncias, contaminando solo e água, além de penetrar em lençóis freáticos. Estudos demonstram que a poluição de águas causada pelo escorrimento derivado da queima de pneus pode durar até 100 anos.
 
 
 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar