Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Ipem inicia fiscalização no comércio de aparelhos com antigo padrão de tomada

Publicada em 30/06/2011 às 19:17
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Plugue em formato hexagonal é padrão, e fiscalização no comércio começa hoje pelo Ipem (Foto: Fernando Rezende)
Aparelhos elétricos só poderão ser vendidos a partir de hoje, 1º de julho, com o novo plugue padrão estabelecido pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). A fiscalização será feita pelo Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) em todos os estabelecimentos comerciais que vendem aparelhos elétricos e eletroeletrônicos. Quem descumprir a regra poderá ser multado.

A proibição de produtos eletroeletrônicos fora dos padrões adotados pelo Inmetro entra em vigor a partir de hoje junto com a fiscalização. Poderão ser comercializados dois modelos de plugues, com dois ou três pinos. Há espessuras distintas de pinos, como 4 ou 4,8 milímetros de diâmetro, para aparelho que opera com até 10 amperes ou 20 amperes (intensidade de corrente elétrica), respectivamente. Os antigos padrões contavam com 12 modelos de plugues e oito de tomadas.

Os benefícios do novo padrão são a redução do risco de choques - já que a tomada tem formato hexagonal e profunda -, diminuição do desperdício de energia e impedimento de curto-circuito. 

No comércio, não há produtos elétricos com os antigos plugues. O gestor administrativo de uma loja de eletrodomésticos, João Marcelo, diz que há três anos os fabricantes produzem aparelhos com o novo padrão de plugue. O Inmetro determinou a padronização das tomadas em 2000, início do prazo para os fabricantes. “Os primeiros produtos que começamos a receber foi a televisão modelo LCD. Hoje até aparelhos portáteis já estão seguindo as normas”, relata. 

Porém, dentro das residências, as tomadas continuam sendo as arredondadas com dois pinos. Por conta disso, a procura por adaptadores é grande. O vendedor de uma loja de utensílios domésticos, José Lopes, conta que o produto está em falta. “Os adaptadores custam entre R$ 4,80 e 5,80, de 10 e 20 ampères”. Para facilitar o uso dos novos aparelhos elétricos, muitas pessoas estão procurando tomadas para trocar em casa. “Estes custam a partir de R$ 3”, diz o vendedor.

Uma das principais dúvidas dos consumidores é sobre a utilização de plugues de dois ou três pinos nesses aparelhos. O Ipem explica que quem define isso é o fabricante em razão das características de cada produto. As tomadas sempre trazem três furos, e podem ser 10 e 20 amperes.

A fiscalização feita pelo Ipem pode multar os lojistas que venderem produtos com o antigo padrão de tomada. A multa varia entre de R$ 100 a R$ 50 mil, e em caso de reincidência o valor é dobrado.
 
 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar