Quinta-Feira, 27 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Aventureiros já estão na estrada rumo a Bahia

Publicada em 09/04/2011 às 20:13
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Para acompanhar a viagem do jornalista e do suporte de TI, basta acessar o site www.caminhadanecomineiro.com.br (Foto: Fernando Rezende)
Os amigos e aventureiros José Jesus Vicente e Reinaldo Oliveira partiram a pé ontem às 9 horas da praça Nove de Julho rumo a Canudos, na Bahia. A caminhada é a quarta edição do projeto Neco Mineiro, que deve durar cerca de dez dias.

Para chegar ao destino, a dupla terá de percorrer 2,5 mil quilômetros, pedindo carona a caminhoneiros e motoristas. “É imprevisível, vamos pedindo carona na estrada até conseguir”, contam. A pé eles devem caminhar cerca de 400 quilômetros. Já na quarta edição da aventura, a dupla de aventureiros está experiente e leva somente o necessário dentro de duas mochilas, que pesam cerca de dez quilos. “Levamos apenas o essencial, como roupas. Água e alimento compramos durante a viagem”, diz o suporte de tecnologia da informação, Oliveira, 40 anos.

Eles levam também filmadora, câmera fotográfica e notebook, para registrar os momentos da viagem e postar no site www.caminhadanecomineiro.com.br, assim as pessoas poderão acompanhar a aventura dos amigos. Vicente e Oliveira param em hotéis nas estradas apenas para tomar banho e dormir, logo em seguida, voltam para a caminhada.

O destino a Canudos foi escolhido pelo jornalista, que é fascinado pela história da Guerra de Canudos, movimento organizado pelo religioso Antônio Conselheiro, que durou de 1896 a 1897, em Canudos, no Estado da Bahia. “Esta é a primeira vez que estou indo para a cidade”, relata.

O projeto Neco Mineiro foi criado em homenagem ao caboclo Manoel Moreira Castilho, nascido em 1886 no Estado do Rio de Janeiro, que para visitar os parentes andava léguas até chegar à residência dos seus filhos e netos.

Vicente e Oliveira já visitaram Palmas, em Tocantins; Mafra, em Santa Catarina; e Asunción, no Paraguai.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar