Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Movimento na rodoviária deve crescer 20%

Publicada em 03/03/2011 às 19:26
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Mais de 15 mil pessoas devem passar pela rodoviária durante o Carnaval (Foto: Fernando Rezende)
O movimento na rodoviária de Sorocaba deve crescer cerca de 20% devido ao feriado de Carnaval. Como muitas pessoas aproveitarão para emendar os dias de folga, a expectativa é de que 15 mil pessoas passem pelo estabelecimento para seguirem seu destino de viagem.

De acordo com o gerente da Rodocenter, Roberto Hernandez, os destinos mais procurados pelos foliões são, em primeiro lugar, Rio de Janeiro, seguido de litoral sul do Estado de São Paulo, norte do Paraná, além de municípios da região de Sorocaba. “Todos os dias, sai um ônibus para o Rio de Janeiro, mas no Carnaval colocaremos seis veículos extras para atender a demanda”, destaca.

O movimento de embarque deve ser intenso no fim da tarde desta sexta-feira e amanhã até às 16 horas. Para atender os passageiros, a rodoviária deve disponibilizar 70 ônibus extras.

Para viajar com tranqüilidade e sem aborrecimentos, o gerente da Rodocenter lembra que os passageiros devem comprar sua passagem com antecedência. “Algumas empresas de viagem aceitam fazer reservas, mas o recomendável é comprar na bilheteria”. Outra dica é estar com documento com foto para apresentar no embarque. Crianças com menos de 12 anos só podem viajar acompanhadas de responsável e ambos devem estar munidos com documentos de identificação.
 
Mais informações sobre passagens pelo telefone (15) 3232-6964 e 3232-8513.
Quem for viajar deve se proteger da dengue

CUIDADOS AO VIAJAR - O sorocabano que pretende viajar durante o feriado prolongado de Carnaval deve ficar atento e tomar algumas precauções para tentar evitar o avanço da dengue na cidade. A Secretaria da Saúde de Sorocaba (SES), por meio da Área da Vigilância em Saúde, reforça as orientações de prevenção e combate à doença para aqueles que estão planejando visitar outras localidades nos próximos dias.

Quem for viajar deve antes verificar e eliminar objetos que possam acumular água em casa, principalmente na área externa. “É preciso confirmar se não há nenhuma calha entupida, objetos espalhados no quintal e vasos de plantas que acumulem água. Além disso, é fundamental deixar os vasos sanitários tampados. É preciso eliminar todos os criadouros da dengue”, orienta a diretora de Área da Vigilância em Saúde, Consuelo.

Aqueles que pretendem visitar regiões onde há casos da doença, há mais recomendações: “Usar repelente durante a permanência nesses locais e, após o retorno, ficar atento ao aparecimento de sintomas por quinze dias. Apresentando febre, dor no corpo, dor atrás dos olhos ou manchas vermelhas na pele, a indicação é procurar uma unidade de saúde e relatar ao médico que esteve viajando”, diz Consuelo.

Na rede pública, qualquer uma das 30 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), os Pronto Atendimentos (PAs) e as duas Unidades Pré-hospitalares (UPHs) da cidade estão preparados para avaliar possíveis casos suspeitos e providenciar exames e a notificação do caso à Vigilância Epidemiológica (VE). Sempre que um caso suspeito é registrado, a VE e a Zoonoses realizam um trabalho de bloqueio para tentar evitar que o caso se multiplique.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar