Sexta-Feira, 5 de Junho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Escolha varia preço de lista escolar entre R$ 50 e R$ 300 Um caderno com 96 folhas custa R$ 2,99; outro com as mesmas características, mas contendo a foto de um artista, sai por R$ 17,90

Publicada em 04/01/2011 às 20:26
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Para economizar, os pais precisam pesquisar; materiais contendo personagens ou marcas podem custar muito mais (Foto: Pedro Henrique Negrão)
Uma lista de materiais escolares pode custar entre R$ 50 e R$ 300, dependendo da escolha dos diferentes produtos solicitados pelas instituições de ensino, conforme afirma João Batista, gerente da Papelaria Pedagógica, na Rua Padre Luiz. Segundo ele, em todos os itens mais procurados nesta época do ano pode haver variação de preço de até 100% para mais. “A decisão fica por conta dos pais na hora de escolher”, diz.

Batista explica que cadernos podem custar de R$ 3 até R$ 10, de acordo com o acabamento, qualidade do papel e principalmente licenças de direitos autorais de personagens ou marcas. O mesmo acontece com lápis (que vão de R$ 0,20 até R$ 1) e canetas, que podem ter aumento de preço também por conta de tintas perfumadas, brilhantes e com glitter. 

O gerente estima que em 2011 os produtos escolares devem ter preço de 6 a 10% maior que no ano anterior. “É um aumento relativamente pequeno”, garante. Sobre as listas mais caras, Batista lembra que algumas escolas incluem os livros didáticos. “Isso encarece o preço final, pois cada livro tem um valor alto.” Os alunos mais jovens costumam apresentar listas mais caras, por conta de materiais de recreação como massa de modelar, brinquedos de água ou areia, lápis de cor, etc. “Uma caixa com 12 lápis coloridos pode até ter baixo custo. Mas algumas têm cores especiais, aquarelado, e estes itens encarecem”, detalha. Entretanto, disse o gerente, alguns alunos de Ensino Médio também apresentam necessidades que aumentam o valor final, como materiais técnicos, esquadro, compasso, cadernos especiais, e outros.

Gracilene Vaitieka, mãe de dois filhos (um menino de 4 anos e uma menina de 8), começou a pesquisar ontem os preços do material escolar. Ela achou que a escola não exagerou na lista, pois julga que as crianças vão utilizar bem tudo o que foi solicitado. A sua maior reclamação foi sobre o grande número de pessoas na loja. “Mesmo vindo adiantada, estou enfrentando dificuldade para ser atendida”, contou. João Batista disse ainda que o movimento deve aumentar a partir do próximo dia 10.

DIFERENÇA NOS HIPERMERCADOS – Para aproveitar a época, os hipermercados também apostam na venda de produtos escolares. Em um dos existentes na cidade, há a possibilidade de parcelar as compras em até 18 vezes (o que faria o consumidor ter parcelas quando tiver de voltar a comprar material no próximo ano) e começar a pagar apenas depois do Carnaval.

É importante pesquisar, pois a variação de preços assusta. No mesmo estabelecimento, uma caixa de lápis de cor com 12 unidades pode custar de R$ 2,49 até R$ 12,90. Um pacote com quatro lápis pretos nº 2 pode valer de R$ 1,89 a R$ 5,49. Um caderno grande com 96 folhas custa R$ 2,99; outro caderno com as mesmas características, mas contendo a foto de um artista, sai por R$ 17,90. Já a diferença entre duas mochilas é ainda maior. A mais barata custa R$ 9,90; uma outra, de um desenho japonês, leva a etiqueta de R$ 159,90.  
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar