Domingo, 13 de Outubro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Comissão Especial busca duplicação da SP-264

Publicada em 08/12/2010 às 00:39
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Presidida por França, a reunião contou com a participação de representantes dos bairros próximos da rodovia (Foto: Pedro Henrique Negrão)
A rodovia João Leme dos Santos, a SP-264, que liga Sorocaba a Salto de Pirapora, pode deixar de ser chamada “Estrada da Morte”. Este é o objetivo da Comissão Especial formada na Câmara Municipal de Sorocaba em prol da duplicação da rodovia. Em primeira reunião realizada na tarde de ontem, os integrantes da comissão discutiram sobre a necessidade de apoio do governo do Estado para que essa fama deixe de existir.

Por iniciativa do líder da bancada do PT na Câmara, Francisco França, a Comissão foi formada e composta também pelos vereadores Anselmo Neto (PP), Francisco Moko Yabiku (PSDB), Rozendo Oliveira (PV), Irineu Toledo (PRB) e Luiz Santos (PMN). A luta dos políticos é pelo reconhecimento do governo do Estado para a duplicação da rodovia, que tem pouco mais de 16 quilômetros. 

Já no início da reunião, França foi eleito presidente da Comissão e o Coronel Rozendo, secretário. De acordo com França, uma luta conjunta com estudantes da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), Associações de Moradores dos bairros localizados próximos da rodovia e, ainda, com apoio de vereadores de cidades vizinhas, poderá tornar mais forte a pressão sobre o governo do Estado. 
O vereador petista revelou que a Câmara Municipal de Votorantim votaria, na noite de ontem, uma Comissão para participar desta luta, assim como cidades como Salto, Piedade e Araçoiaba, que também foram convidadas a defender a causa. “Salto já entrou em contato conosco, e Piedade e Araçoiaba devem receber nossa visita nos próximos dias, a fim de lutarem conosco pela duplicação da rodovia.”

Em toda a sua extensão, a rodovia passa por bairros como o Jardim Tatiana, Green Valley, Itinga, Jardim Elizabete e Ana Maria. E foi por este motivo que, junto com os vereadores, participaram da reunião o presidente da Associação de Moradores de Bairro do Green Valley, Valentim Antônio de Moraes, acompanhado de Antônio Carlos Marciano; e Carlos Roberto da Silva Monteiro, representante do bairro Inhambiru, Salto de Pirapora. “Não queremos mais o apelido de ‘Estrada da Morte’ para a rodovia”, disse Monteiro. 

Para o próximo dia 16, às 16 horas, na Câmara Municipal de Sorocaba, França já deixou certo que haverá uma reunião da Comissão Especial com todos os representantes das Associações de Moradores dos bairros cortados pela rodovia. 

Conforme o vereador, os próximos passos serão marcar reuniões com deputados, prefeitos e comissões de cidades da região, além do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Ufscar. “Entre o final de janeiro e início de fevereiro vamos fazer uma grande audiência aqui na Câmara para debater o assunto”, contou França revelando ainda que, em seguida, a reunião deve ocorrer com o governador do Estado, Geraldo Alckmin. “Entre fevereiro e março queremos essa reunião com o governador.”

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar