Sábado, 6 de Junho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< 'Dom Casmurro' inspira peça 'Capitu Desterrada'

Publicada em 03/12/2010 às 21:37
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Espetáculo conta com direção e dramaturgia de Pedro Mantovani (Foto: Divulgação)
A Oficina Cultural “Grande Otelo” apresenta de graça hoje, às 20 horas, o espetáculo “Capitu Desterrada”, da Sociedade Baderna de Teatro, com direção e dramaturgia de Pedro Mantovani e no elenco Liliana Junqueira e a sorocabana Melany Kern. 

A partir da trajetória de Capitu, personagem do romance “Dom Casmurro” de Machado de Assis, duas atrizes redesenham a fisionomia de suas relações amorosas em busca das marcas da violência patriarcal que perduram em nosso cotidiano.

Neste espetáculo, o público compartilha com as atrizes um espaço cênico feito exclusivamente de vestidos de noiva usados, dispostos de modo a criar uma pequena nave de igreja, com um oratório no centro. Espaço igreja-capela doméstica que remete ao tema da peça: o universo das promessas e alianças amorosas brasileiras e o modo como a sociabilidade patriarcal brasileira impede o florescimento de relações amorosas fundadas na confiança e no amor mútuo; essa sociabilidade caracterizada pelo desejo de subordinação da mulher pelo marido, pelo medo e hostilidade perante a diferença, tão presente na história brasileira desde a sua origem. 

Neste espaço cênico, o tema é desenvolvido em um jogo de imagens líricas e cenas narrativas que percorrem de maneira fragmentada os momentos de uma história amorosa corroída pela autoridade patriarcal. Duas atrizes, representando a figura de uma mulher desterrada pelo marido por suspeita de traição, revisitam momentos de sua trajetória: da luta para conquistar o marido contra a autoridade da mãe até o autoenclausuramento por ordem do marido; das promessas de amor iniciais até a sua ruptura pelo ciúme enlouquecido; das ilusões sobre o amor recíproco e completude até a violenta e arbitrária expulsão de casa.   

A Sociedade Baderna de teatro formou-se em 2005 por estudantes da Escola de Arte Dramática (EAD) e do curso de Filosofia da Universidade de São Paulo. O grupo investiga possibilidades de elaboração teatral crítica da sociabilidade brasileira e o estabelecimento de vínculos com o público e com a cidade que não se reduzam à forma mercadoria. 

A Oficina Cultural “Grande Otelo” situa-se na Praça Frei Baraúna, s/n°, Centro. O local comporta apenas 40 lugares e a distribuição gratuita dos convites será feita com uma hora de antecedência.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar