Sábado, 6 de Junho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Parque Tecnológico recebe R$ 6 mi do governo estadual O investimento será para a construção do prédio que abrigará incubadora e núcleo administrativo

Publicada em 01/12/2010 às 19:26
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Goldman e o prefeito Vitor Lippi assinaram o convênio para a construção das primeiras instalações do Parque Tecnológico (Foto: Pedro Henrique Negrão)
O governador Alberto Goldman veio a Sorocaba ontem para firmar o convênio com a Prefeitura Municipal para a liberação de recursos que serão investidos na construção das primeiras instalações do Parque Tecnológico. O acordo prevê a liberação de R$ 6 milhões do governo estadual para a construção de um edifício que vai abrigar uma incubadora de empresas de base tecnológica e o núcleo administrativo. 

O contrato foi assinado pelo governador e pelo prefeito de Sorocaba, Vitor Lippi, em cerimônia que ocorreu na manhã desta quarta-feira, no Salão de Vidro do Palácio dos Tropeiros. Diversas autoridades participaram da cerimônia, como o secretário de Desenvolvimento, Luciano Almeida, o vice-prefeito, José Ailton Ribeiro, o presidente da Câmara Municipal, vereador Marinho Marte, e o diretor do Ciesp (Centro de Indústrias do Estado de São Paulo), Antônio Beldi. 

Os recursos do Estado serão investidos na construção de um prédio com 6.656 mil metros quadrados. O edifício terá dois pavimentos, com estrutura modular. O local contará com todo o suporte necessário para a instalação de micro e pequenas empresas inovadoras. Ao todo, o prédio representará um investimento de R$ 30 milhões, sendo R$ 12 milhões por conta do Estado e R$ 18 milhões pela Prefeitura.

MAIS INVESTIMENTOS - Como o governador Goldman repassou a verba de R$ 6 milhões, a expectativa do município, de acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Mário Kajuhico Tanigawa, é de que no próximo ano, quando o Estado será governado por Geraldo Alckmin, a Prefeitura receba mais R$ 6 milhões do governo estadual, totalizando os R$ 12 milhões que serão necessários para as obras do empreendimento.

Além do edifício da incubadora e do núcleo administrativo, o projeto prevê a construção de laboratórios de P&D, espaços para animação e convivência, ambientes para eventos e centro de inteligência do empreendimento. A Prefeitura de Sorocaba também pretende investir em obras suplementares, somando 11 mil metros quadrados de área construída. 

O governador destacou Sorocaba como uma região importante para manter a economia do Estado de São Paulo, assim como Campinas e São José dos Campos. "Nós temos hoje 19 parques credenciados, alguns mais desenvolvidos e outros no início do desenvolvimento. Esse vai ser desenvolvido muito rapidamente porque ele tem todas as condições, tem tecnologia, tem universidades, tem ensino técnico, tem muitas empresas de alta tecnologia e tem grandes empresas se instalando que vão precisar do apoio desse parque."

O prefeito Vitor Lippi defendeu o discurso proposto pela International Association of Science Parks (Iasp), de que parques tecnológicos são empreendimentos criados e geridos com o objetivo permanente de promover pesquisa e inovação tecnológica, estimular a cooperação entre instituições de pesquisa, universidades e empresas, e dar suporte ao desenvolvimento de atividades empresariais. 

Lippi também destacou a preparação para qualificação de mão de obra em nível universitário e técnico. Citou a ampliação em mais 1.400 vagas na Faculdade de Tecnologia (Fatec) e das Escolas Técnicas Estaduais “Fernando Prestes” e “Rubens da Faria e Souza”, que hoje contam com mais de cinco mil alunos, e de que em breve Sorocaba terá a terceira escola técnica.

PARQUE TECNOLÓGICO - O Parque Tecnológico de Sorocaba será implantado em uma área de aproximadamente 814 mil metros quadrados, no final da avenida Itavuvu, próximo à rodovia Castelo Branco (SP-280), dentro de uma nova zona industrial com mais de 20 milhões de metros quadrados. O futuro empreendimento será voltado à pesquisa e ao desenvolvimento de produtos e processos inovadores nas áreas de eletro-metal-mecânica, automotiva, energias alternativas, tecnologia da informação e comunicação (TIC) e farmácia. 

TOYOTA - A Toyota, empresa âncora do empreendimento, iniciou neste ano a construção de sua terceira fábrica no País, em uma área de 400 mil metros quadrados, localizada ao lado do Parque Tecnológico, o que deve impulsionar pesquisas de ponta no setor automotivo. 

A montadora japonesa tem a expectativa inicial de produzir, a partir de 2012, cerca de 70 mil automóveis por ano. Os investimentos previstos somam US$ 600 milhões, que deverão gerar cerca de 1,5 mil empregos diretos e 5 mil indiretos. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar