Sábado, 6 de Junho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Desavenças motivaram homem a matar colega com facada

Publicada em 14/09/2010 às 21:16
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O acusado disse que não se arrepende de ter matado o mestre de obras

Paulo Bernardo da Silva, 34 anos, matou o mestre de obras Genildo Gonçalves, também com 34 anos, com uma facada na região da axila, na noite do dia 28 de agosto, no bairro Santo André II, e fugiu para a cidade de Campinas. Ele foi detido por policiais civis daquela cidade, quando se preparava para embarcar para Minas Gerais – estava com a passagem em mãos na rodoviária da cidade.

A Delegacia de Investigações Gerais – DIG de Sorocaba, que já estava fazendo trabalhos de inteligência em cima do caso do homicídio e tinha identificado o acusado, pediu ajuda à Polícia Civil de Campinas para capturar Paulo Bernardo.

O acusado disse que não se arrepende de ter matado Genildo, de quem era colega. “Não éramos amigos, e sim, conhecidos. Nós estávamos em um churrasco na casa de um amigo em comum, e já tinha tomado algumas bebidas alcoólicas. Ele veio para cima de mim, e desconfiei que estivesse armado, então, peguei uma faca e o acertei antes. Já tínhamos outras desavenças por conta dele andar com outras pessoas que arranjavam brigas comigo e outros. Não me arrependo. Agora todos sabem que comigo é assim", afirmou. Ele é casado e pai de três filhos. Familiares da vítima ajudaram a DIG a localizá-lo na cidade de Campinas, onde Paulo tem parentes.

No dia dos fatos, Genildo chegou a ser socorrido ao PA do Parque das Laranjeiras, mas não resistiu e morreu. No churrasco, ninguém chegou a ver efetivamente o autor esfaquear a vítima. Paulo fugiu para Campinas no dia 4 de setembro. A DIG o identificou como o autor, e avisou a polícia da cidade. O acusado foi preso no último dia 8 por agentes de lá e levado para a delegacia de plantão, onde foi pedida sua prisão temporária. Trazido para Sorocaba, Paulo Bernardo, que deve responder por homicídio, aguarda julgamento no CDP.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar